A hora é agora!

Nossos corações estão abertos. Do anfiteatro em Cesaréia, passando por grandes palcos em Jerusalém, até o Muro das Lamentações, por todos os lugares estão acontecendo eventos de Selichot e cânticos judaicos, e outros preparativos para o Yom Kipur. Yedidya e eu tivemos o privilégio de falar ontem à noite com os residentes do assentamento de Yakir. A reunião foi organizada pelo rabino de Yakir, o Rav Aharon Cohen.

Alguém me forneceu uma metáfora para o fluxo de pessoas envolvidas em Selichot durante os dias de arrependimento. Ela comparou o que acontece nesta época do ano com a nossa resposta ao botão na tela do computador que nos pede para pressioná-lo se quisermos instalar uma atualização do sistema. Somos perguntados pela máquina se queremos fazer isso agora, amanhã, ou sermos lembrados disso novamente em duas semanas. Em seguida, pressionamos a opção de duas semanas, nem que seja para nos livrarmos daquela distração e continuarmos com nossos assuntos.

Mas agora, com a aproximação do Yom Kipur, dispensamos as opções de atraso da atualização. Sentimos que a hora é agora. Os portões do céu estão abertos, e esta é a hora de atualizar o software: mudar, melhorar, fazer resoluções e mantê-las, fazer tudo o que sabemos que é certo e não fizemos até agora. Este é o presente do Yom Kipur: parar de apertar continuamente o botão simpático que adia tudo para nós. Chegou a hora de agir.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *