A missão: Aguardar / A Nota Diária / Sivan Rahav-Meir:

Resistir a tentações.

Um dos maiores desafios da humanidade. O Rabino Eyal Vered escreve que esse foi o primeiro pecado do primeiro homem – falta de paciência, incapacidade de resistir e não comer da árvore do conhecimento. Qual é a solução? Em comparação com a tendência natural de ficar impaciente, em comparação com o desejo de comer a fruta “aqui e agora”, a Torá nos ordena na parashá dessa semana, a esperar três anos desde o momento em que a árvore é plantada até comer seu fruto: “וְכִי תָבֹאוּ אֶל הָאָרֶץ וּנְטַעְתֶּם כָּל עֵץ מַאֲכָל… שָׁלֹשׁ שָׁנִים יִהְיֶה לָכֶם עֲרֵלִים, לֹא יֵאָכֵל”. ”Quando você vier à Terra e plantar qualquer árvore frutífera, ela ficará vedada a você por três anos, para não ser comido.” Esses três anos corrigem o pecado do primeiro homem, o pecado da impaciência. Mesmo aqueles que não são agricultores e não cultivam árvores, podem encontrar sentido nesta mitzvá e praticar esse exercício: sempre que escolhemos a virtude da paciência – esperar que uma árvore cresça, esperar pacientemente por uma resposta demorada, ter paciência durante um engarrafamento, na fila do balcão, quando aguardamos um amigo que é mais lento que nós – cada uma dessas vezes corrigimos algo mais na criação, damos um passo adiante no aprimoramento do mundo. Boa sorte!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *