Integrando a Kehila judaica do Brasil & Israel.

O site est√° em fase de implementa√ß√£o, portanto¬† est√° sujeito a constantes atualiza√ß√Ķes e melhorias.
Por favor nos comunique caso verifique algum problema de má funcionalidade. E enquanto isso, sinta-se à vontade para verificar nossa seção de notícias, avisos, empregos entre outras páginas que já estão em funcionamento.

17 Shevat 5782 (19/01/2022)

 16 total views,  1 views today

Seu cantinho de informa√ß√Ķes, dicas, crescimento, aprendizado e muito mais!

ūüßŅ 125 pa√≠ses apoiam investiga√ß√£o contra Israel sobre de crimes de guerra

ūüßŅ 125 pa√≠ses apoiam investiga√ß√£o contra Israel sobre de crimes de guerra

A Assembleia Geral das Na√ß√Ķes Unidas aprovou, na quinta-feira, uma investiga√ß√£o sem precedentes contra Israel com o apoio de 125 na√ß√Ķes. A investiga√ß√£o foi inicialmente aprovada, em maio, por 47 membros do Conselho de Direitos Humanos da ONU, ap√≥s a guerra de Gaza. “Estabelecer um novo comit√™ permanente ao inv√©s de uma comiss√£o de inqu√©rito limitada, tempor√°ria e bem definida √© sem precedentes e perigosa em termos de implica√ß√Ķes or√ßament√°rias de longo prazo para a organiza√ß√£o da ONU como um todo”, disse a representante israelense √† AGNU. Sua delega√ß√£o permite uma investiga√ß√£o sobre alegadas viola√ß√Ķes dos direitos humanos por Israel em ambos os lados da Linha Verde. Isso incluiria o soberano Estado de Israel, bem como a regi√£o da Samaria e Judeia e Gaza. Nenhuma investiga√ß√£o deste tipo foi levantada contra qualquer outro estado membro da ONU. ‚ÄúOs pa√≠ses que se opuseram √† investiga√ß√£o ser√£o solicitados a financiar a comiss√£o indefinidamente‚ÄĚ, disse ela. “Desde a sua cria√ß√£o em 2006, o UNHRC criou 32 investiga√ß√Ķes, um ter√ßo delas focadas exclusivamente em Israel”, disse ela. O representante dos EUA disse que a investiga√ß√£o “perpetua a pr√°tica de isolar Israel injustamente na ONU e, como as administra√ß√Ķes anteriores dos EUA, nos opomos fortemente a tal tratamento dado a Israel. Os EUA continuar√£o a se opor a esta investiga√ß√£o e a buscar oportunidades em Genebra para rever seu mandato, que infelizmente foi aprovado quando os EUA n√£o tinham assento no UNHRC”, disse ele. Fonte: The Jerusalem Post