Integrando a Kehila judaica do Brasil & Israel.

O site est√° em fase de implementa√ß√£o, portanto¬† est√° sujeito a constantes atualiza√ß√Ķes e melhorias.
Por favor nos comunique caso verifique algum problema de má funcionalidade. E enquanto isso, sinta-se à vontade para verificar nossa seção de notícias, avisos, empregos entre outras páginas que já estão em funcionamento.

26 Shevat 5782 (28/01/2022)

 13 total views,  1 views today

Seu cantinho de informa√ß√Ķes, dicas, crescimento, aprendizado e muito mais!

ūüßŅ Funcion√°rios do Minist√©rio do Exterior protestam contra condi√ß√Ķes de trabalho

ūüßŅ Funcion√°rios do Minist√©rio do Exterior protestam contra condi√ß√Ķes de trabalho

Trabalhadores do Minist√©rio do Exterior protestaram neste domingo contra as condi√ß√Ķes de trabalho. Os funcion√°rios ficaram do lado de fora do minist√©rio com cartazes que diziam ‚Äún√£o dependa de n√≥s‚ÄĚ e ‚Äún√£o se pode paga por mantimentos com patriotismo‚ÄĚ. Desde a semana passada, funcion√°rios do minist√©rio deixaram de trabalhar al√©m do expediente, por n√£o receberem horas extras. A lideran√ßa do Sindicato dos Trabalhadores afirmou que ‚Äúnos d√≥i ver o chanceler optar por ignorar os gritos dos trabalhadores, em vez de abrir caminho para uma resolu√ß√£o e negocia√ß√Ķes. Vamos fechar o Minist√©rio se precisarmos‚ÄĚ, disse o presidente do Sindicato Trabalhista, Dani Bonfil. ‚ÄúOs trabalhadores n√£o est√£o pedindo aumento; eles querem os direitos que lhes foram tirados‚ÄĚ. O Minist√©rio tem enfrentado cortes or√ßament√°rios cont√≠nuos. O pagamento de horas extras foi eliminado, embora muitos devam estar em contato com embaixadas e consulados israelenses em fusos hor√°rios diferentes, al√©m de trabalhar no hor√°rio local. Eles s√£o pagos apenas por dois dias de ‚Äúplant√£o‚ÄĚ por m√™s, ao passo que, na realidade, muitos deles precisam estar dispon√≠veis 24 horas por dia durante todo o m√™s. Quanto aos trabalhadores no exterior, o sindicato informou que o COVID-19 tem aumentado a carga de trabalho daqueles que trabalham nos servi√ßos consulares, que t√™m que atender aos pedidos de entrada em Israel, acrescentando muitas horas de trabalho que n√£o s√£o pagas. O sindicato afirmou tamb√©m que o pagamento das despesas de diplomatas no exterior foi cortado de tal forma que eles est√£o ganhando menos do que antes. Eles agora t√™m que pagar mais pelas aulas de l√≠nguas, que s√£o necess√°rias para trabalhar nas embaixadas e consulados israelenses ao redor do mundo, e o estado paga menos pela educa√ß√£o dos filhos de diplomatas. Fonte: The Jerusalem Post