Integrando a Kehila judaica do Brasil & Israel.

O site est√° em fase de implementa√ß√£o, portanto¬† est√° sujeito a constantes atualiza√ß√Ķes e melhorias.
Por favor nos comunique caso verifique algum problema de má funcionalidade. E enquanto isso, sinta-se à vontade para verificar nossa seção de notícias, avisos, empregos entre outras páginas que já estão em funcionamento.

26 Iyyar 5782 (27/05/2022)

Visitas totais 16 , Visitas hoje 1 

Seu cantinho de informa√ß√Ķes, dicas, crescimento, aprendizado e muito mais!

ūüßŅ Pastor presbiteriano criticado por equiparar ocupa√ß√£o israelense com escravid√£o

ūüßŅ Pastor presbiteriano criticado por equiparar ocupa√ß√£o israelense com escravid√£o

Grupos judaicos dos EUA criticaram um reverendo da Igreja Presbiteriana pelo coment√°rio do Dia de Martin Luther King que equiparou a ocupa√ß√£o da Cisjord√Ęnia com a escravid√£o e deu a entender que os judeus americanos t√™m a influ√™ncia para fazer o governo dos EUA acabar com isso. ‚ÄúA ocupa√ß√£o cont√≠nua na Palestina/Israel √© a escravid√£o do s√©culo 21 e deve ser abolida imediatamente‚ÄĚ, disse o Rev. J. Herbert Nelson II. ‚ÄúDada a hist√≥ria de origens humildes e persegui√ß√Ķes judaicas, n√£o deve haver ambiguidade quanto √† marginaliza√ß√£o e escraviza√ß√£o √©tica, moral e desumanizante de outros seres humanos. Os EUA devem ser um grande influenciador ao chamar essa injusti√ßa de imoral e intoler√°vel‚ÄĚ, disse Nelson. ‚ÄúTamb√©m espero que a comunidade judaica nos Estados Unidos influencie o chamado para se juntar ao governo dos EUA para acabar com a escraviza√ß√£o imoral. Martin Luther King pregou um evangelho de justi√ßa, para que todas as pessoas pudessem viver com dignidade‚ÄĚ, acrescentou. ‚ÄúRev. Nelson deve retirar a declara√ß√£o ultrajante acusando Israel de ‘escravid√£o’ e responsabilizando os judeus dos EUA por supostos crimes israelenses‚ÄĚ, disse Jonathan Greenblatt, CEO da Liga Antidifama√ß√£o. ‚ÄúEsse antissemitismo p√Ķe em risco o povo judeu em um momento em que se sente vulner√°vel ap√≥s o ataque de Colleyville‚ÄĚ. O Presbyterians for Middle East Peace, um grupo que trabalha colabora√ß√£o com grupos judaicos para combater o preconceito anti-Israel dentro da igreja e preservar o apoio da igreja para uma solu√ß√£o de dois estados para o conflito tamb√©m condenou as observa√ß√Ķes. O grupo condenou o √≥rg√£o nacional da igreja por n√£o falar sobre o ataque de Colleyville, e permitir que Nelson destacasse Israel para cr√≠ticas. Fonte: The Times of Israel

ūüßŅ Leia outras not√≠cias em nosso site: https://www.bras-il.com

ūüßŅ Jornalista respons√°vel: Marcia Cherman Sasson