Integrando a Kehila judaica do Brasil & Israel.

O site ainda encontra-se em fase de implementação, portanto ele ainda está sujeito a constantes atualizações e melhorias.
Por favor nos comunique caso verifique algum problema de má funcionalidade. E enquanto isso, sinta-se à vontade para verificar nossa seção de notícias, avisos, empregos entre outras páginas que já estão em funcionamento.

26 Kislev 5782 (30/11/2021)

Interagindo a Kehila judaica brasileira do Brasil & Israel.

Seu cantinho de informações, dicas, crescimento, aprendizado e muito mais!

 1 total views,  1 views today

Seu cantinho de informações, dicas, crescimento, aprendizado e muito mais!

Explicando o Projeto de Mísseis Precisos do Hezbollah

Explicando o Projeto de Mísseis Precisos do Hezbollah

https://www.facebook.com/363238887840041/posts/964683304362260/

Desde o ano 2013 o Hezbollah com ajuda do Irã opera para aumentar a precisão do seus mísseis.

Estes mísseis precisos, são altamente perigosos pois tem um GPS que os guia ao alvo escolhido, com uma precisão de 10 metros.
Ou seja, com este armamento o Hezbollah pode atingir qualquer local que quiser dentro do Estado de Israel, seja o parlamento (Knesset) em Jerusalém, o Quartel General (Kiryá) em Tel Aviv e o Centro de Pesquisas Nucleares de Neguev ao sul de Dimona.

Israel prevê que o Hezbollah tem dezenas a centenas de mísseis precisos.

O enviado iraniano ao projeto é o general Hajezi, que morreu semanas atrás (18/04/2021) de um ataque do coração.

Mas como o projeto começou?

Nos anos 2013-2015, durante a guerra civil na Síria, o Irã tentou várias vezes enviar ao grupo terrorista libanês mísseis avançados por rotas terrestres, mas, o Tsahal frustrou as tentativas atacando os comboios no território sírio.

Em 2016 o Irã mudou a tática, assim tentando impedir do exército israelense frustrar seus planos. O novo método era enviar componentes que aumentam a precisão dos mísseis a locais secretos na Síria e no Líbano, e nestes laboratórios os componentes eram adicionados aos mísseis.

Vários destes locais secretos se encontram em áreas habitadas.

3 rotas que foram usadas para o envio de armamento:

1) Rota terrestre, desde o Irã até o Líbano em comboios.

2) Rota aérea feita com aviões iranianos que aterrissavam no aeroporto internacional de Beirute ou de Damasco.

3) Rota marítima que também tinha como destino Beirute.

Nos anos 2018-2019 o Hezbollah não conseguiu atingir a meta que tinha, pois foi frustrado por Israel inúmeras vezes (através de bombardeios contra seus comboios e armazéns de armamento na Síria).

Vários governos solicitaram ao Líbano implementar medidas contra estas tentativas do Hezbollah, mas o governo libanês não o fez. Na prática o Líbano apoia o grupo terrorista, acobertando suas tentativas de transformar foguetes comuns em mísseis de alta precisão.

Notícias de Israel By Dovi