Integrando a Kehila judaica do Brasil & Israel.

O site ainda encontra-se em fase de implementação, portanto ele ainda está sujeito a constantes atualizações e melhorias.
Por favor nos comunique caso verifique algum problema de má funcionalidade. E enquanto isso, sinta-se à vontade para verificar nossa seção de notícias, avisos, empregos entre outras páginas que já estão em funcionamento.

26 Kislev 5782 (30/11/2021)

Interagindo a Kehila judaica brasileira do Brasil & Israel.

Seu cantinho de informações, dicas, crescimento, aprendizado e muito mais!

 2 total views,  1 views today

Seu cantinho de informações, dicas, crescimento, aprendizado e muito mais!

Explicando o que está acontecendo em Jerusalém

Explicando o que está acontecendo em Jerusalém e acabando com a FAKE NEWS

Nos últimos dias os incidentes de violência aumentaram em Israel. A mídia internacional, principalmente a brasileira, põem ênfase numa suposta provocação da direta extremista israelense que desencadeou toda a situação.

Este texto explicará o que está acontecendo e porque a provocação da extrema direita não é o verdadeiro motivo mas sim o resultado.

Tudo começou quando árabes-israelenses começaram a publicar na rede social TikTok videos onde atacavam judeus, seja no trem (Rakevet HaKalá) ou nas ruas da capital Jerusalém.

Dias após estas postagens (no início do Ramadan, mês sagrado dos muçulmanos), o número de confrontos entre árabes e a polícia israelense aumentou (coisa que acontece quase todo ano nesta época).

Os vídeos ondem jovens judeus, e até crianças, são covardemente atacados por seus vizinhos árabes, causaram uma extrema indignação na população do país.

Dias após destes ataques, uma organização de extrema-direita decidiu agir, um protesto de judeus contra os ataques dos árabes na cidade foi organizado. O local escolhido foi a área onde os judeus eram atacados dia após dia, o Portão de Damasco, uma das entradas da Cidade Velha de Jerusalém.
Centenas compareceram a esta manifestação, minutos antes da polícia dispersar os manifestantes judeus, alguns começaram a gritar chamados de vingança e também “morte aos árabes”.

Na última semana houve 4 incidentes onde judeus atacaram árabes pelo simples motivo que eram árabes. O número de incidentes opostos, onde árabes atacaram judeus, é pelo menos 4 vezes maior e a lista continua a aumentar a cada noite.

Qualquer tentativa de comparar os ataques, ou dizer que a violência de ambas partes é parecida em números e gravidade, não passa de uma grande farsa, os incidentes não podem ser comparados.

Houve também aqueles que responsabilizaram a polícia israelense pelos confrontos pois esta colocou grades de separação no Portão de Damasco, para impedir que pessoas sentassem nas escadarias pois trata-se de um local de grande movimento e atrapalharia o fluxo a Cidade Velha de Jerusalém.

Enquanto membros árabes-israelenses do Knesset, apoiam abertamente os agressores árabes, nenhum político judeu demonstrou apoio os poucos agressores de extrema-direita em seus atos vergonhosos.

Tanto a mídia internacional quanto a israelense tende a usar esta falsa narrativa de “ambos lados”.
A falsa simetria é simplesmente uma grande mentira.
Compartilhe este texto e faça que todos saibam o que realmente acontece em Jerusalém.

Notícias de Israel By Dovi

Nosso Instagram:
https://www.instagram.com/noticias_de_israel/
Nosso Facebook:
https://www.facebook.com/noticiasdeisraelbydovi/
Nosso Telegram:
t.me/noticiasdeisraelbydovi