Por que a Torá para? 

Pare. A Torá, esta semana, parou de contar sobre todos os eventos dramáticos, desde a criação do mundo até o dilúvio, apenas para descrever em detalhes um pequeno evento: como uma pessoa coloca convidados em sua tenda. Como nosso ancestral Abraão persegue três estranhos para verificar seu bem-estar e deixá-los comer e beber.
Muitos comentaristas escrevem que há uma lição aqui, que o propósito desta descrição de boas-vindas aos convidados é nos ensinar que este é realmente o evento principal. A Torá não é um livro científico ou histórico. A palavra “Torá” é derivada da palavra ensino. Sua finalidade é instruir, orientar, educar. Portanto, não nos diz quase nada sobre todas as nações e reis que surgiram e caíram durante aquele tempo, mas faz uma pausa e inclui muitas passagens quando o assunto é dar as boas-vindas aos convidados.
Milhares de anos às vezes são descritos em apenas alguns versículos, mas quando há uma lição humana importante – é preciso parar, aprender e tirar conclusões.
Todos esses “pequenos” atos que praticamos no curso de nossas vidas que nenhum pesquisador ou jornalista notaria, todas as nossas minúsculas boas ações, aparentemente desprovidas de drama, podem, em última análise, ser as mais significativas e influentes de todas. E talvez o momento para tal ato de nossa parte esteja esperando por nós neste exato momento. Shavua tov.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *