Por que eles foram pra lá?

O que eles foram fazer lá? Por que milhares de pessoas, que não se conheciam, se organizaram e chegaram, em poucas horas de todo o país, ao gramado em frente ao Hospital “Soroka”? Por que disseram com entusiasmo as Selichot, em intenção pela cura do soldado Barel Shmueli, que foi gravemente ferido e está hospitalizado ali?

No livro “Abundância de Vida”, o Rebe de Sanz escreve: E todas as almas de Israel são um corpo só, porque em cada pessoa de Israel há uma alma que é uma parte divina das alturas, e enquanto em relação ao corpo, o homem se separa de seu amigo, para a alma não existe o conceito de separação, e todas as almas de Israel são uma unidade. Isso é verdadeiro e firme, de acordo com a parte mais profunda da Sagrada Torá. E como todo Israel é considerado um só corpo, daí todos sentem a dor do outro. E assim como todos entendem que quando uma pessoa leva uma pancada na mão, no pé ou em qualquer outro órgão ou membro, causa dor em todo o corpo, então cada alma de Israel deve sentir as dores de todo o Israel, sentindo-se como se alguém fosse minha perna e meu vizinho é como minhas mãos, e quando dói, entristece-me também. Esse assunto é a base dos fundamentos.”

Para o pronto restabelecimento de Barel Achia Ben Nitza

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *