Quando Biden se ajoelhou 

Haim Tzach, fotógrafo do Gabinete de Imprensa do Governo, capturou este momento com sua câmera: o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, se ajoelha diante de Rebecca Ravitz, chefe de gabinete do Presidente Reuven Rivlin, depois de ouvir que ela tem 12 filhos.
Pedi a Rivka Ravitz que me falasse mais sobre a fotografia que foi publicada em Israel e em todo o mundo: “Tive o privilégio de encontrar três presidentes americanos de perto. Obama no gabinete oval, Trump em Jerusalém e agora Biden. É difícil explicar a sensação quando o Presidente da maior potência mundial se ajoelha diante de você e se curva em homenagem. Depois de se levantar, Biden me disse: ‘Tenho aqui uma foto da minha mãe, você deve ver quem ela era’, e ele me mostrou uma foto dela. Eu estava em choque, mas depois tentei organizar meus pensamentos.
Voltei para a minha avó, que veio aos 3 anos como refugiada da Europa para os Estados Unidos, após uma longa viagem de um mês em que a família não tocava em carne para não comer carne treif (não Kasher). Quando a vovó cresceu e teve seus próprios filhos, outro capítulo de devoção veio: eles deixaram uma vida confortável, deixaram o negócio e imigraram para Israel após a Guerra dos Seis Dias. Minha mãe era uma menina então, e ela manteve um rolo da Torá que eles trouxeram com eles para Israel por todas as horas do longo voo, 12 horas.
Do meu ponto de vista, ele se ajoelhou diante de minha mãe, de minha avó, de todas as mães onde quer que estivessem. Ele não se curvou porque sou o chefe de gabinete da Casa do Presidente, e ele não sabe que daqui a pouco termino o doutorado. Ele queria expressar gratidão pelos valores da família, do lar, da maternidade, do sacrifício em prol da criação da próxima geração.”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *