Um mês até Pesach! / a Nota Diária/ Sivan Rahav-Meir:

A manchete desta manhã não é que Purim ficou para trás, mas que Pessach está adiante. Nossos sábios determinaram que 30 dias antes de Pessach somos obrigados a começar a estudar e nos preparar para isso. Ainda não sabemos exatamente como poderemos celebrar Pessach este ano. Se ao menos pudermos sentar à mesa do Seder com toda a nossa família… Mas há uma realidade que a corona não pode impedir – em mais um mês, partiremos rumo à liberdade.

Nossos sábios pedem que nos preparemos para este evento. Não tombar cansado de limpar, cozinhar e fazer tarefas intermináveis. Não simplesmente “cair de para-quedas” na mesa do Seder, de forma despreparada. Não investir os próximos 30 dias na obsessão com as eleições, mas sim na preparação para o dia 14 de Nissan, o dia do Êxodo do Egito. Ao invés disso, estudar sobre a festa, passar pela Hagadá e principalmente – partir para a liberdade.

Há uma frase famosa na Hagadá: “Em cada geração, cada pessoa precisa se ver como se tivesse deixado o Egito pessoalmente.” No livro de Tanya, um texto fundamental do movimento chassídico, essa frase foi alterada significativamente da seguinte forma: “Em cada geração, e a cada dia, uma pessoa precisa se ver como se tivesse pessoalmente deixado o Egito. ” Não apenas em cada geração, mas em todos os dias. Precisamos avançar para a liberdade um pouco mais a cada dia. Verificar porque somos escravos, o que nos limita e atrapalha, e lutar contra essa escravidão diariamente. Falta um mês até Pessach.
Boa sorte a todos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *