Uma história com uma mensagem especial

Esta é uma daquelas histórias que são lendárias, mas realmente aconteceu. Ouvi ontem à noite de Julie Ben Ze’ev, do Moshav Beit Hilkia:
“Um mês e meio atrás, uma pessoa extremamente agradável me ligou para alugar um tzimmer (casa ou quartos de hóspedes) no Moshav. Ele explicou que, devido à pandemia, sua família não pôde comemorar o Bat Mitzvah de sua filha, e agora eles estavam planejando um Shabat com esse propósito. Ele foi especialmente amigável e gentil.
Vários dias depois, em Lag BaOmer, ocorreu a tragédia de Meron. Na manhã do domingo seguinte, uma mulher me ligou e perguntou se seu marido havia alugado um tzimmer para o próximo Shabat. Ela disse que era importante que eu não deixasse de alugá-lo para outra pessoa, para não sofrer nenhuma perda financeira, porque a sua família não poderia vir para o Shabat. Eu perguntei por que, ela me disse que seu marido, o rabino Eleazar Gafner, agora está no céu, desde que foi morreu naquela catástrofe, em Meron. Eu estava em choque. Que mulher gigante! Choramos juntas ao telefone. Conversamos por quase uma hora. Eu disse a ela a excelente impressão que seu marido causou em mim e como o próximo Shabat seria importante para ele.
Eu sou professora de inglês. Mas no dia seguinte não pude lecionar. Minha classe inteira escreveu para a Sra. Gafner, tranquilizando-a com palavras de consolo e apoio. Fui fazer uma visita de shivá (condolências na semana inicial do luto) e entreguei as cartas a ela. Eu disse a ela que, em geral, quando estamos com dor, não somos tão sensíveis aos outros, mas que aprendi com ela que mesmo no auge da angústia pessoal ainda é possível demonstrar essa sensibilidade.

Depois que os primeiros trinta dias de luto passaram, pedi a ela permissão para realizar o evento de Bat Mitzvah.

Fiquei feliz em fornecer a ela o tzimmer gratuitamente e muitas pessoas boas foram recrutadas para celebrar o Bat Mitzvah com presentes, atividades divertidas e comida. No último Shabat, senti que algo especial estava no ar. Eu havia aprendido uma lição importante sobre o refinamento do caráter e cumprido em certo sentido o que o Rabino Gafner de abençoada memória havia pedido de mim.”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *